Das Böse (tradução)

Original


E Nomine

Compositor: Chris Tentum / Sirfritz

Canção obscura
Alma malvada
Crueldade

Eu sou tenebroso, feio, vulgar e mesquinho
Esquecido no fundo da sua alma
Aprecie isto, torturar até o sangue e seu choro
Porque eu sou o seu pior carrasco
Não tenha medo, brutalmente do nada
Semeando a violência, onde há paz
Tendo apenas um inimigo à vista, a felicidade
Sou o Maligno, que devora o bom

Eu sou arteiro, falso, tiro sua pureza
Me satisfaço com a dor, a dor é meu filho
Cuspo-te, enfureço-te, faço seu coração em pedra
Sou o Mau, minha semente é espalhada pelo vento

Eu sou o Maligno
Liberte-se dos Bons
Sou o Maligno
Como uma algazarra em sua cabeça
Eu sou Maligno

Desumanidade impertinente
Deboche doente
Desumanidade suja
Tormento eterno

O nome é um presságio
O nome é um presságio

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital